#povosindigenas

The number of people browsing the Internet is increasing. The most important factor for this situation. Instagram has a large audience. Instagram Files are constantly shared via instagram posts, sometimes via instagram. Instagram has become a great medium. This page is designed for the instagram web viewer and aims to provide visitors with quality, real content. Published contents (hashtags, images, articles) are shown for information purposes only. You can find your instagram profile, hashtag and mail with the search section in the upper left corner of our website. Incoming results will come out. Select what you want to view.

Pintura corporal Akwê. No sistema sócio-cosmológico do povo Akwê (Xerente) os membros de um clã/partido não podem pintar os grafismos uns nos outros, isso deve ser feito por um membro de outro clã/partido. TI Rio Sono/TO. #everydaybrasil #povosindigenas #antropologie #anthropology


2💬Normal

O livro "O Rio antes do Rio", de Rafael Freitas da Silva, em páginas duplas no Caderno Pensar, do jornal Estado de Minas! A excelente matéria e entrevista com o autor foram realizadas pela jornalista Bertha Maakaroun e podem ser acessadas no link que deixaremos nos stories ou em nossa página do Facebook. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ "Um Rio de Janeiro acabou. Sobre os escombros das aldeias e da identidade cultural de comunidades tupinambás como a Karióka, outro Rio de Janeiro emergiu. E cresceu carregando o nome de batismo da taba mais famosa do Brasil, localizada à esquerda da embocadura da baía de Kûánãpará. Não era a única. Embora nas anotações do calvinista francês Jean de Léry, em sua obra Viagem à terra do Brasil, escrita entre 1557 e 1558, constem pelo menos outras 34; as pesquisas recentes dão conta de registros de ao menos 84 aldeias tupinambás que, ao longo de centenas de anos, resistiram aos portugueses e gravitaram no entorno da Baía de Guanabara e adjacências. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O carioca nem sabe ao certo o que herdou dos habitantes originais; nem como herdou; nem sobre quais substratos se deitam as suas raízes culturais. Mas é certo que na gênese de seu nome lá está o povo, antes do início de tudo que se ergueu sob o signo europeu: casa (ok) dos kariós (carijós) – kariókas. Essa história dos vencidos, frequentemente não contada – da qual emergem as origens ancestrais do povo tupinambá, gênese da Guanabara e da personalidade carioca –, é ressuscitada na obra O Rio antes do Rio, do jornalista Rafael Freitas da Silva. Essa mesma história agora grita no Olimpo do samba, inspirando a escola de samba Portela, que vai cantar o Rio Tupinambá com o enredo “Guajupiá – Terra sem males”." ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ + infos e venda do livro com desconto e frete grátis: www.relicarioedicoes.com . . #relicarioedicoes #orioantesdorio #tupinamba #riodejaneiro #povosindigenas #Portela #Carnaval #historiadobrasil #historiadoriodejaneiro


2💬Normal

As crianças são o futuro de um povo. Através da sua curiosidade e da pureza com que olham o mundo, podem aprender a manter a memória dos ancestrais e ao mesmo tempo adquirir conhecimentos e habilidades para se desenvolverem de forma harmoniosa com o mudo em transformação que os cerca.⁣ ⁣ Um dos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável da ONU é relacionado à educação e aprendizagem. Para além da educação escolar, essa meta também contempla aprendendizados relacionados à estilos de vida sustentáveis, igualdade de gênero, cultura de paz, direitos humanos e valorização da diversidade cultural. ⁣ ⁣ O Encontro Huni Kuin promove a interação de diferentes gerações, povos e nacionalidades, contribuindo com uma aprendizagem multidisciplinar para todas as idades.⁣ ⁣ Junte-se a nós! Últimas vagas.⁣ ⁣ ⁣•••⁣ IV Encontro Huni Kuin Yube Inu⁣ 16 a 28 de Abril de 2020⁣ ⁣ Para mais informações e inscrições, visite o nosso site oficial e preencha o formulário de inscrição. Link na Bio.⁣ ⁣ ---⁣ 📷 Amir Leron @amazoncalling | © Instituto Yube Inu @institutoyubeinu


1💬Normal

Ontem, quinta-feira, o administrativo do Memorial se reuniu com a professora da UNB Rosângela, do Projeto Museu do Cerrado, as professoras do curso de Museologia da UNB, Fernanda e Monique e as servidoras da Secretaria de Cultura (SUPAC) Daniele e Rayane. Estamos sempre a procura de novas parcerias, novas ideias, tudo que agregue valor a esse Museu maravilhoso!!! #memorialdospovosindigenas #povosindigenas #unb #novasideias #juntossomosmaisfortes


2💬Normal

O Brasil é Terra Indígena ✊🏾🏹💚 Idioma: Tupi Antigo do povo Potiguara e Tabajara. #Repost from @norteindigena . . . #povosindigenas #povosoriginarios #povosdafloresta


5💬Normal

A Coordenação de Promoção da Igualdade Racial está visitando aldeias no município para divulgar as eleições do Conselho Municipal dos Povos Indígenas e definir pontos de votação. O edital sobre o processo eleitoral será publicado em breve pela SMDHC #direitosdeTODOS #igualdaderacial #racismonao #respeito #consciencianegra #direitoshumanos #cpir #africanidades #todosospovos #povosindigenas


0💬Normal

Viva aceso, olhando e conhecendo o mundo que o rodeia, aprendendo como um índio (...) seja uma índio na sabedoria! #indiosbrasileiros #representacaoindigena #povosindigenas #carnivalmakeup #makemasculinacarnaval #indiosmakeup #guerreiro #brasil #chellenge


7💬Normal

E as surpresas não param! Teremos a oportunidade mais que especial de ouvir as sabedorias sobre a importância da mulher, força criadora, vida que dá vida. A luta e a voz das mulheres indígenas pelas lideranças da Brilho do Sol. Esperamos por você nessa roda para seguirmos de mãos dadas. Inbox para mais informações sobre a vivência, não perca tempo! #nenhumagotaamenos #ningunamenos #diainternacionaldamulher #marchadasmulheres #movimentofeminista #mulhereslideres #sororidade #empatia #saberesdafloresta #povosindigenas #guaranidobrasil #guaranidesaopaulo #tenondepora #territoriodemarcado #ninguemsoltaamaodeninguem


0💬Normal

Gratidão à todos os meus ancestrais indigenas e ciganos pelos ensinamentos passados de geração em geração no qual tenho todo respeito e honra! #ancestralidade #familia #povosindigenas #povocigano #Optchá #cultura bomdia


0💬Normal

video: museu do indio


1💬Normal

A voz agora é trovão! Relâmpagos Incógnitas... E os cabelos da tormenta em nossa cara Não é nada Foi só o Sol que ferveu a pele do mar E tudo virou água... Mas a gente se prepara pra depois do carnaval... Clarão de palavra Acordes em revoada Chocalhos vāo tremer! Pedais duplos, cavalgadas! Das fontes revoltadas Sobre as cinzas da floresta Do silêncio sinfônico Voz ao verde que nos resta! Desculpem-me, vizinhos A classe dominante E a dominada! Não tem mais hora marcada! Está perdida a aposta A tragédia está posta Depois é tarde pra chorar O leite derramado nesse chão Puro sumo amazônico Sangue indígena e indignação! Camadas de dor acumulada... Tantas vezes soterradas... E nada! Alguém responde pelos atos? Quem? Então preparem os tímpanos! Que essa terra agora é de ninguém! ZirrarA . . Gravando!!! . @edinaldo.bass (violão) @miltonstattoo02 (bateria) . . Fotos: @soulterezaa . . . #ZirraradasCinzas #Zirrara #dascinzas #musica #music #musicaindependente #musicaautoral #cantautora #floresdocaos #floresdocaosstudio #musicaautoralindependente #musicaautoralpernambucana #musicapernambucanaautoral #somderesistencia #salveaamazonia #direitosindígenas #povosoriginarios #povosindigenas #poesiadocaos #poesianocaos #poesia #poesie #poetry #somosresistencia #resistencia #musicaautoralbrasileira #aosqueuivam


3💬Normal

Plante árvores e arbustos por aí. Plante flores e semeie o que puder com amor. A Mãe-Natureza agradece! Nós até que trazemos os aromas da natureza com extratos naturais em alguns de nossos produtos, mas nada como sentir o cheiro e o frescor da mata. @vocebemnaturalezen #vocebemnaturalezen #rearborizacao ##rearborizacao #maenatureza #plantearvores #povosindigenas #cheirodamata #floresta ##mulheresindigenas


0💬Normal

Nó na garganta! É muito difícil ver alguém falar de coração aberto assim, sem medo algum de expor suas vulnerabilidades ao clamar por um pouco de compreensão e justiça e não se emocionar. . Poderia escrever um enorme texto aqui para me expressar a respeito dessa causa, mas acho que esse discurso e esses olhos marejados já dizem muito mais do que meu pobre português de homem branco poderia comunicar. . Cada dia que passa me sinto mais constrangido de fazer parte dessa coisa que chamaram de "humanidade". . #brasil #indio #povosindigenas #politica #politicabrasileira


5💬Normal

GARGANTILHA APALAI. Os Apalai e os Wayana vivem na região da fronteira entre Brasil, o Suriname e a Guiana Francesa. No Brasil habitam Pará e Amapá. A Associação dos Povos Indígenas facilita o comércio de artesanato em Macapá que é confeccionado com fibras, sementes, cipós, madeira e cerâmicas regionais. São produzidos artefatos de uso pessoal da própria cultura, como cestarias, colares e bolsas a partir de miçangas, sementes e fibras da região, coloridas com tintas naturais. Esta peça compõe geometrias fascinantes. O processo é totalmente manual com técnicas de trançado e entalhes de alto valor cultural manifestando formas e grafismos presentes na fauna e flora da região. 📨 Valor inbox ou email MANIFESTAÇÃO CULTURAL DO AMAPÁ APALAI NECKLACE. The Apalai and Wayana live in the border region between Brazil, Suriname and French Guiana. Pará and Amapá live in Brazil. The Association of Indigenous Peoples of Tumucumaque facilitates the trade in handicrafts in Macapá, which is made with fibers, seeds, vines, wood and regional ceramics. Artifacts for personal use of the culture are produced, such as basketry, necklaces and bags from beads, seeds and fibers from the region, colored with natural paints. This piece composes fascinating geometries. The process is entirely manual with braiding techniques and carvings of high cultural value, showing forms and graphics present in the fauna and flora of the region. 📨 Prices inbox or email CULTURAL MANIFESTATION OF AMAPÁ #necklace #fashion #amazonia #amazonrainforest #amazon #handmade #artesanato #modafeminina #moda #trendy #craft #brazilian #arte #amapa #indigenous #povosindigenas #culture #forest #brasil #choker #original #valorize


8💬Normal

Nós homens e mulheres brancos, temos muito pra agradecer aos grandes guardiões do conhecimento ancestral, aqueles que não deixaram seus conhecimentos se perderem no tempo, aqueles que nos inspiram nesse caminho vermelho Nos ensinaram o amor incondicional a todos os seres, nos ensinaram as magias e mistérios das medicinas da floresta, nos ensinaram a viajar e a se curar na batida do tambor, nos ensinaram a conexão com nossa mãe terra, e a tratar a natureza como nós mesmo, pois fazemos parte dela, entre outras lindos ensinamentos Aos povos nativos do mundo inteiro, imensa gratidão por confiarem seus ensinamentos a nós, e que todos possamos compartilha-los com honra e responsabilidade. A nossa missão nesse caminho é honrar esses ensinamentos ancestrais que nos fortalecem, trazem amor, felicidade, prosperidade e harmonia Ahow Fulni-ôs, Yawanawas, Huni Kuims, Lakotas, Cheyennes, Maoris, Kahunas, Yorubás, Mapuches... Foto por @euestoucachoeira #xamanismo #nativos #povosindigenas #indigena #espiritualidade #ancestralidade #natureza


0💬Normal

#tbt Um dos melhores trabalhos que fizemos. Tentamos trazer um pouco da cultura brasileira, especificamente o povo indígena, podemos aprender diversas coisas com eles, pois sabemos que Pajé é um grande sábio e contador de histórias da vida. A palavra ecocatu quer dizer felicidade. #indios #povosindigenas #brasil🇧🇷 #cultura #direitosdosindios #direitosdopovoindigena


6💬Normal

Reunião com representantes da Secretaria de Modalidades Especializadas de Educação (Semesp) do Ministério da Educação com o objetivo de apresentar as ações desenvolvidas pelo Núcleo de Saberes Indígenas e Quilombolas do IF Sertão-PE, o qual conseguimos implantar no ano passado em nossa instituição e rendeu um trabalho lindo.. Aproveitei e reforcei junto ao MEC a importância da continuidade do Programa no IF Sertão-PE.#educacaoinclusiva #ifsertaope #povosindigenas #tradicoesculturais


6💬Normal

O carnaval é a união das manifestações culturais que formaram o povo brasileiro, é a tradução do Brasil por essência e ênfase. Através dos tambores vindos da África, dos desfiles e paradas europeias, da adornaria e das pinturas corporais dos indígenas, o Brasil é celebrado, manifestado e narrado. Jamais foi fácil, mas, como nunca, os direitos indígenas estão ameaçados. Sabemos que o modo de vida, a adornaria, os grafismos e pinturas corporais, são traços identitários que fundamentam os povos indígenas brasileiros. E isso deve ser respeitado com o devido cuidado e atenção! Acreditamos na importância deste momento e da divulgação dessas pautas, pois os povos indígenas foram e são invisibilizados, atacados, sofrem com a exploração de suas terras, com o garimpo, a mineração, o desmatamento e com a evangelização. É muito importante preservar a liberdade de expressão. Se for se vestir de indígena faça disso um fortalecimento da luta desses povos e não um apagamento da sua cultura. Informe-se, converse, visite uma aldeia próxima, prefira peças feitas por mãos indígenas e divulgue a importância da demarcação das terras, de forma a deixar clara a manifestação política por trás da sua escolha de fantasia. E assim fortaleça, de fato, esta luta! Precisamos de união e não de ataques. Precisamos de aliados! Um bom exemplo foi o ato político feito por Alessandra Negrini. Ela desfilou acompanhada de lideranças indígenas, fazendo uso de uma pintura feita por Sônia Guajajara, uma indígena de grande importância política. Esta luta é de todos nós! @guajajarasonia @celia.xabriaba @priscilatapajowara @sonia.barbosa.9 @lucimarapatte @beniciopitaguary @kakauzuk ⠀ Fotos: @donaserra #povosoriginarios #demarcaçãojá #carnaval #povosindigenas #adorno #manifestaçãocultural #respeito #artecanoa


3💬Normal

Os Matsés, etnia que vive no Vale do Javari, no Amazonas, publicaram uma carta de repúdio à nomeação de um ex-missionário evangélico para cuidar de uma das áreas mais sensíveis da Funai. As lideranças indígenas da região ficaram espantadas ao saber que o novo responsável pela proteção de povos isolados, Ricardo Lopes Dias, é o mesmo pastor que viveu e trabalhou no Javari por uma década, convertendo comunidades e dividindo aldeias. Indígenas de Atalaia do Norte, no Vale do Javari, conviveram com Lopes Dias entre 1997 e 2007. Ao tentar estabelecer uma nova igreja na aldeia Lobo, nos anos 2000, Dias enfrentou a resistência de lideranças da etnia matsé (também conhecida como mayuruna) e acabou construindo a igreja em uma nova aldeia, a Cruzeirinho. A manobra dividiu a população matsé, com parte deles se convertendo à nova religião. “O senhor Ricardo nunca teve autorização para entrar em nossa aldeia. Ele manipulou parte da população matsé para que fosse fundada uma nova aldeia. As lideranças tentaram ir até essa nova aldeia, em busca de um diálogo, mas foram expulsas com violência. O senhor Ricardo tirou proveito dos matsés, se apropriou de nossa cultura e vendeu sua casa na aldeia para a igreja”, diz uma carta assinada por lideranças matsés, divulgada na terça-feira (4), quatro dias após o anúncio da nomeação de Dias. A organização onde Lopes Dias trabalhou até 2010 é o braço brasileiro do movimento missionário norte-americano New Tribes Mission, que promove a evangelização de povos nativos desde os anos 1950 em países da América Latina, Ásia e África. Recentemente, mudou seu nome para Ethnos360, mas continua com a mesma missão, alertada em seu site: “chegar à última tribo, independentemente de onde ela possa estar” e “criar igrejas entre os grupos inalcançáveis ao redor do mundo”. . #FUNAI #PovosIndigenas #ResistênciaIndigena


50💬Normal

Há um contexto favorável para invasão. A gente vê que isso está no dia a dia, é a realidade. O sujeito está lá na ponta garimpando ilegalmente. Aí sai uma notícia em rede nacional mostrando que o presidente da República assinou e remeteu para o Congresso Nacional um projeto legalizando a mineração em terra indígena. Essa pessoa vai se sentir legitimada a continuar o que está fazendo e até avançar. Leia mais no link da bio: @dialogosdosul #DiálogosDoSul #indiginas #Mineração #homicidiodeindiinas #garimpo #oagronãoépop #indiosbrasileiros #povosindigenas #jairbolsonaro #poliicasassasinas


0💬Normal

Meu #tbt de hoje é porque bateu saudade desse projeto maluco e da equipe maravilhosa que me ajudou a realizar. @deiacaciji , @olhaaluiza @ricardo.feldman @patkedegodoy @Mozart mesquita @fredteixeira__ também para avisar que Claudia Andujar está em cartaz, com cerca de 300 obras na exposição "A Luta Yanomami" até 10 de maio na Fundação Cartier em Paris. Fotografia de Claudia Andujar para instalação "Sonho verde Azulado", concebido e realizado pela Brazimage em 2012. Todo dia é dia de índio ❤️ #claudiaandujar #yanomami #povosindigenas #brazimage #sonhoverdeazulado #galeriavermelho #institutoinhotim


5💬Normal

Hoje tem mais marchinha versão 2020! 🎭 . Atualizamos a "Índio quer Apito". 🥁 . Dessa vez deixamos a original pra referência. 🎶 . . . #beproudbrasil #carnaval2020 #marchinhas #indios #direitosindígenas #povosindigenas #culturaindigena #011 #sp #021 #rj


0💬Normal

É representatividade que fala? ❤️ A primeira mulher indígena eleita deputada federal e integrante do Movimento Agora, @joeniawapichana , falou ao jornal @valoreconomico sobre o primeiro ano de mandato. Joenia ocupa o gabinete 231 do Anexo IV da Câmara dos Deputados, número que faz referência ao artigo da Constituição que reconhece a organização social, os costumes, as línguas, crenças e o direito à terra dos índios. "Se antes lutávamos com a flecha, hoje é com a caneta, com o acesso a livros. Nossa luta hoje é de forma técnica", disse Joenia 🖊 📚 👏🏾 #representatividade #povosindigenas Joenia nos representa!


4💬Normal

"Povos Indígenas do Oeste Paulista" já está disponível! Acesse o link na bio e assista o filme na íntegra 😉 O documentário de curta-metragem que compôs a mostra de encerramento do Ciclo de Cultura Tradicional 2019, na Associação Cultural Cachuera! em dezembro, traz por meio de perspectivas dos povos Kaingang, Krenak, Terena e Guarani, um olhar sobre o cotidiano e a cultura indígena do Oeste Paulista, região que, no século 20, ficou marcada pelo genocídio e etnocídio dessa população. O filme aborda as relações intergeracionais, as tradições e os costumes das aldeias das terras indígenas Araribá, Icatu e Vanuíre. Ao longo do Ciclo de Cultura Tradicional 2019, realizadores audiovisuais que participaram das edições do projeto, produziram obras com o objetivo de mostrar a diversidade dos argumentos, das narrativas e da produção audiovisual dos produtores artístico-culturais de comunidades indígenas, quilombolas e caiçaras. São cinco produções, as quais serão disponibilizadas no canal das Oficinas Culturais no YouTube semanalmente, às quintas, às 16h15. Acompanhe ;) Saiba mais sobre o Ciclo de Cultura Tradicional no site das Oficinas Culturais. #VivaCulturaSP #cultura #culturatradicional #culturapopularbrasileira #povosindigenas #documentary #audiovisual


0💬Normal

Características dos Índios Guarani Os guaranis são divididos em kaiowá, mbya e ñadeva. São conhecidos, dependendo do local, como avá, chiripá, kainguá, monteses, baticola, apyteré e tembukuá. Os grupos são diferenciados internamente pela maneira como manifestam a cultura, a organização social e política, a língua e, ainda, a forma de praticar a religião. Os guarani são coletores e caçadores. O espaço físico que habitam é denominado tekoha, terra. São indivíduos que se autodeterminam como extensão da terra onde pisam. Esse conceito está no cerne da maioria das disputas fundiárias vivenciadas pelo povo guarani no Brasil. ________________________________ . . . . #saudeindigena #saberesindigenas #povosindigenas #povosdafloresta #indigenas #indigenasdobrasil #etnias #indiosbrasileiros


0💬Normal

• Seringueiro . 2020 Documentation ANESTHÉSIE Exposition « Archives sauvées des eaux » À découvrir à la @maisonsalvan #contemporaryart #archives #installation #contemporaryphotography #photography #exhibition #minimalism #uchronie #amazon #brasil #acre #povosindigenas #ecology #resistance #transmission


1💬Normal

"'A minha decisão é que este projeto não é prioridade na Câmara. A matéria está parada aqui e assim ficará, vocês podem ficar tranquilos'. Com essas palavras, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, assegurou a lideranças indígenas em reunião nesta terça (18/2) que a ameaça do Projeto de Lei 191/2020, também chamado de PL do 'vale-tudo' em terras indígenas, não deve se concretizar. (...) O texto, apresentado há duas semanas pelo Palácio do Planalto, coloca em risco a sobrevivência de diversas comunidades indígenas, uma vez que libera garimpo, mineração, hidrelétricas e agricultura em larga escala em seus territórios. A atividade garimpeira, hoje, é o principal fator responsável pela contaminação por mercúrio de rios, nascentes e peixes, consumidos não somente na Amazônia, mas em todas as regiões do país." 📲Confira nosso Stories ou o endereço a seguir para saber mais: https://www.ecycle.com.br/component/content/article/63-meio-ambiente/7820-rodrigo-maia-garante-pl-do-vale-tudo-em-terras-indigenas-nao-avanca-na-camara.html?lb=no #direitoshumanos #povosindigenas #meioambiente


3💬Normal

O Governo do Maranhão, por meio da Sedihpop, @sistemasaf, @maranhaosema, @aged.ma e @agerpma, lançou, nesta quinta-feira (20), o “Eixo Indígena” do Programa Maranhão Verde, que implicará em um investimento total de R$ 5 milhões de reais. Com diretrizes em “conservar, capacitar e produzir”, o Eixo surge como uma demanda dos povos indígenas do Maranhão e tem como objetivo central o fomento a produção agroecológica em terras indígenas maranhenses, visando à recuperação de áreas em situação de vulnerabilidade e contribuindo para a redução dos impactos socioambientais. . Durante o lançamento do Eixo, foi divulgado, ainda, o Edital de Chamada Pública para fomentar o desenvolvimento de Sistemas Integrados de Produção de Tecnologias Sociais (SISTECS), que deverá beneficiar até mil famílias e tem por finalidade a transferência direta de renda, que deve contribuir com a redução da vulnerabilidade econômica das famílias indígenas. O “Eixo Indígena” teve o texto discutido pelos integrantes da Comissão Estadual de Articulação de Políticas Públicas para os Povos Indígenas (COEPI), na sua última reunião ordinária em 04 de fevereiro de 2020. . O valor individual do fomento produtivo é de R$ 2.700,00 e será pago em três parcelas, alinhadas ao acompanhamento técnico de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), executado pela Agerp. O edital contempla 16 terras indígenas do estado do Maranhão e a Reserva Krenyê. Por meio dele, serão apoiados, projetos de consorciamento entre espécies nativas e alimentares, de sistemas agroflorestais e agroextrativistas, de roças agroecológicas, de criação de abelhas nativas, de criação de animais de pequeno e médio portes e de processamento de produtos agroextrativistas. . #Sedihpop #Agerp #Sema #Saf #Aged #PovosIndigenas #DireitosHumano


3💬Normal

Na floresta tudo tem, tudo tudo tudo tem ☘🌿🌳🌱🍀☘🌿🌲🌴🌵🌷🌱🌳🍀☘🌲🌲🌿Registro num dos lugares mais especiais que estive na vida. Pra chegar na aldeia Coração da Floresta, do povo Shanenawa é preciso tirar os sapatos, meter o pé na lama e fazer uma caminhada de 4 horas na floresta. O txai que assim fizer ao fim dessa jornada será recebido pelo guerreiro Tuim e sua família, no topo da montanha onde moram cerca de 40 pessoas. Lá você será recompensado com um belo banho de igarapé; uma suculenta carne de caça; ensinamentos ancestrais; aprendizado, feitio e consagração de medicinas; e toda a paz e amor que só a floresta pode proporcionar. Gratidão demais guardiães da floresta! Estarei com vocês de novo em breve! SHAVA SHAVA 📸: @lau_actis #povosindigenas #medicinasdafloresta #puri #shanenawa #florestasagrada #txai #shavashava #hauxhaux #andadodajiboia #aldeia #culturaindigena


4💬Normal

Com as diretrizes, “conservar, capacitar e produzir”, o governador Flávio Dino lançou, hoje (20), o “Eixo Indígena” do Programa Maranhão Verde, com um investimento de R$ 5 milhões de reais. . O Eixo é resultado do trabalho integrado da Sedihpop, @sistemasaf, @maranhaosema, @aged.ma e @agerpma. Surge como uma demanda dos povos indígenas do Maranhão, que através da COEPI, fará o monitoramento da execução das ações e projetos contemplados. . Na oportunidade do lançamento do Eixo, foi divulgado o Edital de Chamada Pública para fomentar o desenvolvimento de Sistemas Integrados de Produção de Tecnologias Sociais (SISTECS), que deverá beneficiar até mil famílias indígenas. . #Sedihpop #Agerp #Sema #Saf #Aged #PovosIndigenas #DireitosHumanos #MeioAmbiente


2💬Normal

Só depois da última árvore derrubada, do último peixe morto, o homem irá perceber que dinheiro não se come. ♥️🥰♥️🥰♥️🥰♥️🥰♥️🥰♥️🥰♥️🥰♥️🥰 #feliz #indios #indigena #indigenas #indiazinha #indiazinhalinda #positividade #positivevibes #positivo #positividadesempre #positivity #alegriadeviver #compartilhealegria #alegria #indigenasdobrasil #indígenas #povosindigenas


0💬Normal

Ontem foi dia de celebrar com vitória mais um evento realizado pela equipe do #ConexãoLisboa ( TV @brasil_247) e Coletivo Alvito em defesa dos povos indígenas e contra o fascismo! Obrigada @luceliasantosoficial por confiar na gente e por nos dar a oportunidade de participar de uma luta tão nobre como a sua. Agradeço também ao professor Manoel de Andrade e a professora e escritora @guadalupeportelinha por enriquecerem ainda mais o nosso debate. Lembrando que a petição para que o descaso ambiental seja discutido no Parlamento europeu continua e precisamos de 4 mil assinaturas de cidadãos portugueses. Na Bio do @coletivoalvito tem o link para quem quiser assinar. 📷 @vr.villa #sosamazonia #coletivoalvito #brasil247 #antifascismo #povosindigenas #elenao


4💬Normal

De um ano para cá muita luta e resistência aconteceu. Nós, povos indígenas do RN, em meio a tantos ataques físicos, territorias, ideológicos e morais, conseguimos mesmo assim fortalecer nossas bases políticas e com muita força agregar novos parentes ao movimento. Que venham mais e mais. A luta continua. Diga ao povo que AVANCE! 🏹🔥 . . Arte atualizada em fevereiro de 2020 por @rodrigoxcostax . . #indigenasdorn #demarcaçãojá #riograndedonorte #apirn #povosindigenas #luta #resistencia #potiguara #tapuia


3💬Normal

A atriz @alessandranegrini recebeu uma saraivada de críticas ao usar uma fantasia com a temática indígena no carnaval de São Paulo. A própria Associação Brasileira dos Povos Indígenas (Abip) saiu em defesa da atriz em uma nota oficial: “Por isso, causa-nos indignação que uma aliada seja atacada por se juntar a nós em um protesto. Alessandra Negrini colocou seu corpo e sua voz a serviço de uma das causas mais urgentes. Fez uso de uma pintura feita por um artista indígena para visibilizar o nosso movimento. Sua construção foi cuidadosa e permanentemente dialógica, compreendendo que a luta indígena é coletiva”. . . . Siga ➡️ @greenmebrasil 💚 ********************************* #greenme #greenmebrasil #brasil #brazil #indios #indiosbrasileiros #indiosdobrasil #meioambiente #sustentabilidade #povosindigenas #povosdafloresta #povosindígenas


15💬Normal

ÚLTIMAS VAGAS!!! Faça a inscrição até AMANHÃ e ganhe o ebook grafismo Karajá . . .CURSO DE GRAFISMO INDÍGENA KUIKURU . . . .Não perca essa oportunidade ÚNICA de conhecer os grafismos Kuikuru por um indígena! @jarakymk irá lecionar o curso juntamente de @natalia_branco_ , especialista em arte indígena e responsável pelo projeto Omama. . . .📅Data: 7 de março. .📍local: Osasco/SP .🤑Investimento: R$150,00. . .🚩ACESSE NOSSO SITE NA ABA EVENTOS E GARANTA A SUA VAGA! . . . .Emitimos certificado! . . . #grafismoindigena #culturaindígena #indigenousofbrazil #povosindigenas


2💬Normal

Personalidades Negras – Fevereiro/2020 . Durante este ano, a Coordenação de Promoção da Igualdade Racial, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, divulgará aos servidores e servidoras municipais uma série contendo a trajetória de negras e negros que marcaram o Brasil, mas que foram esquecidos pela história. . Em fevereiro, os escolhidos foram Tereza de Benguela e André Rebouças. #PraCegoVer #PraTodosVerem Personalidades Negras é a série da Coordenação de Promoção da Igualdade Racial, da SMDHC. Acompanha duas artes, uma delas com Teresa Benguela, retratada de cabelos curtos, costas nuas e vestido vermelho. A personagem comandou entre 1750 e 1770 o Quilombo Quariterê, na região que corresponde hoje ao Vale do Guaporê, no Mato Grosso. A outra arte tem o retrato de André Rebouças, de olhar penetrante, de terno preto e camisa branca com gravata preta. O personagem era abolicionista e pertencia à pequena aristocracia negra. Engenheiro foi responsável pela construção das docas dos portos de Recife, Salvador e Rio de Janeiro. . #direitosdeTODOS #igualdaderacial #racismonao #respeito #consciencianegra #direitoshumanos #cpir #africanidades #todosospovos #povosindigenas


1💬Normal

DRAMÁTICO? NÃO! REALISTA! Votou no Bolsonaro e não és empresário, rico e poderoso? Lamentável! Sua ignorância mata gente inocente, destrói a natureza, reafirma a injustiça, acaba com direitos. Lembra das aulas de História, Filosofia, Sociologia, Interpretação de Textos etc, que vc desprezava? A falta delas te colocou sangue nas mãos! Embora você, por sua ignorância seja vítima, ocupas também o lugar do ALGOZ, do vilão! Tente retomar a lucidez! Há um universo de gente sendo prejudicada pela sua ignorância enquanto você pousa de cidadão de bem, de bom cristão! Todas as configurações de família, todos os seres humanos, principalmente as mulheres, crianças, idosos, deficientes e especiais, homossexuais, indígenas, ciganos, negros, quilombolas, as artes, as culturas, os animais e a natureza MERECEM PROTEÇÃO E RESPEITO SEMPRE! #educacao #elenunca #elenao #elenão #ditaduranuncamais #forabolsonaro #lulalivre #lgbtq🌈 #lgbt #cultura #desgovernobolsonaro #povosindigenas #povosindigenasdobrasil #impeachmentbolsonaro


0💬Normal

O Partiu com Jakiexico nesse carnaval fará uma viagem missionária. Teremos a oportunidade de conhecer comunidades indígenas de Mato Grosso do Sul. A oportunidade vem de nosso trabalho nas escolas Franciscanas Aparecida. Como leigos missionários será uma experiência incrível e, com certeza, queremos compartilhar com todos vcs. Nosso povo indígena precisa de apoio e defesa. Eles são os habitantes, por direito, desta Terra de Santa Cruz. Nós precisamos rever nossa forma de acolhe-los e respeita-los. Vamos conviver e aprender com eles. Esta será nossa missão! "... E para os descobrir e amar é necessário atravessar mares e voar pelos céus, então, missão é partir até aos confins do mundo!" (D. HÉLDER CÂMARA) #partiucomjakiexico #partiu #campogrande #campograndems #douradosms #dourados #missao #missão #missaoepartir #indigenas #indigenas #cimi #pastoralcnbb #pastoral #missionaria #experienciamissionaria #partire #irmasfranciscanasaparecida #povosindigenas #cifa @xicoruas @cimi_conselhoindigenista @cnbbnacional @cnbbco


6💬Normal

••• LE CHAMPS DES CYTOPLANTES . 2020 Exposition « Archives sauvées des eaux » à voir jusqu’au 14 Mars à la @maisonsalvan #contemporaryart #archives #installation #contemporaryphotography #photography #exhibition #minimalism #materiality #travel #elements #territory #amazon #brasil #povosindigenas #fire #forest #ecology #resistance #transmission


1💬Normal

::: Benadjore Panhtyk da aldeia Kubenkrãkenh dá o seu recado ::: "Eu sou cacique do meu Povo indígena no Pará, eu quero uma terra boa para o meu Povo, uma água boa para beber e tomar banho, uma floresta boa, com bichos para caçar, quero manter a cultura do meu povo e não quero nenhuma estrada cortando a minha terra. Esté é o meu recado para as autoridades em Brasília respeitarem Nossa Terra.” É a palavra do Benadjore Panhtyk da nossa aldeia mãe Kubenkrãkenh na última terça-feira 19 de fevereiro durante a agenda unificada de resistência contra as últimas propostas do legislativo que querem liberar o garimpo e as atividades econômicas predatórias em Nossas Terras. #Mēinhõpyka #TodosPelaAmazonia #associaçãoflorestaprotegida #florestaprotegida #demarcaçãojá #nenumagotaamais #sangueindigena #povosindigenas #TodosPelaAmazônia #sustentabilidade #Amazonia #Floresta #Conservação #AFP #FlorestaemPé #BemViver #povosdafloresta #NenhumDireitoamenos #KayapoMebengôkré #kayapo #governança #biodiversidade #direitoaconsulta #Mejdjwyj #Convenção169OIT #Apib #AliançaPovosFloresta


12💬Normal

Pastor Ricardo Dias, nomeado para ser o chefe da Coordenação-Geral de Índios Isolados e de Recente Contato (CGIIRC) pela Funai, já fundou comunidade para converter indígenas na Amazônia. O evangélico desagradou os povos Mayoruna da Terra Indígena Vale do Javari, no Amazonas.⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣ “Essa presença acaba não somente com a nossa cultura, ela causa a perda do próprio território. Os parentes isolados vivem em áreas de perambulação. São nômades. Se o contato é feito, facilita a liberação de invasão de madeireiros, de garimpo, de caçadores. Pelo visto, está caminhando para isso”, ressalta Clovis Marubo, liderança do povo Marubo, da TI Vale do Javari. ⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣ Ricardo Dias faz parte de uma organização criada nos Estados Unidos e que promove a evangelização de indígenas brasileiros desde os anos 1950. O Ministério Público Federal do Distrito Federal, que entrou com uma ação civil pública pedindo a nulidade da nomeação, teve o pedido negado pela juíza federal Ivani Silva da Luz, da 6ª Vara do DF. Clique no link da bio, leia a matéria de Elaíze Farias e saiba mais!! (Foto: Elaíze Farias/Amazonia Real)⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣ 📍Apoie o jornalismo independente e investigativo na Amazônia. Clique no link da bio e saiba mais⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣ 📍Nos envie uma mensagem e receba os nossos conteúdos no seu celular: (+ 55 92) 981946990⁣⁣⁣ ⁣⁣⁣ #funai #terraindigena #povosindigenas #indigenasisolados #amazonas #amazonia #valedojavari #amazoniareal #jornalismo #jornalismobrasil #jornalismoindependente #missionarios #colonizacao #respeitoaospovosindigenas #visibilidadeindigena #retrocesso #governobolsonaro #jairbolsonaro #brasil


0💬Normal

::: Não queremos garimpo en Nossas Terras e fomos a Brasília para dizer isso ::: "Eu estou juntos com meu tio Raoni, a nossa luta pelos direitos do meu povo Mẽbêngôkre vai continuar defender a floresta, rio, animais e as pessoas, não a mineração nas terras indígenas" Disse a liderança e professor Bepdja Kayapo Nós, lideranças Mẽbêngôkre-Kayapó da Associação Floresta Protegida, Instituto KABU, Instituto Raoni: Iatire, Bepdjà, Panhtyk, Dotô Kayapo, Beptuk, Megaron, Raoni e outras lideranças indígenas da APIB participamos de uma agenda unificada de resistência contra diferentes propostas recentes do legislativo que representam um retrocesso socioambiental e ameaçam nossos direitos, nossas terras e nossa vida. O PL 191/20, a PEC 187/16 que tratam da exploração econômica predatória das Terras Indígenas, e o PL 3729/04 que pretende flexibilizar a lei geral do licenciamento ambiental são medidas que comprometem nosso futuro e não queremos que sejam levadas adiante. Nos reunimos com Robson Santos da Secretaria Especial de Saúde Indígena; Renan Soutto Mayor do Conselho Nacional de Direitos Humanos; Joenia Wapichana, deputada federal indígena da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas; Mário Bonsaglia da 6º Câmara Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais MPF - Coordenador substituto e Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, que se comprometeu a não tramitar o PL 191/20 que quer liberar o garimpo em nossas terras. Estamos aqui para marcar a nossa posição e entregar o Manifesto Piaraçú, que elaboramos durante o Encontro dos povos Mẽbêngôkre e demais lideranças indígenas do Brasil, onde mais de 600 lideranças indígenas de 45 diferentes etnias nos reunimos para lutar pela proteção de de nossas terras e pela defesa de nossos direitos. #Mēinhõpyka #TodosPelaAmazonia #associaçãoflorestaprotegida #florestaprotegida #demarcaçãojá #nenumagotaamais #sangueindigena #povosindigenas #TodosPelaAmazônia #sustentabilidade #Amazonia #Floresta #Conservação #AFP #FlorestaemPé #BemViver #povosdafloresta #NenhumDireitoamenos #KayapoMebengôkré #kayapo #governança #biodiversidade #direitoaconsulta #Mejdjwyj #Convenção169OIT #Apib


14💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: Cicero Rodrigues @cicerorodriguesfoto | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


0💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: Cicero Rodrigues @cicerorodriguesfoto | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


1💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: @uuuriiiiii | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


0💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: Cicero Rodrigues @cicerorodriguesfoto | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


0💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: Cicero Rodrigues @cicerorodriguesfoto | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


1💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: @uuuriiiiii | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


0💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: Cicero Rodrigues @cicerorodriguesfoto | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


0💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: Cicero Rodrigues @cicerorodriguesfoto | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


0💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: @uuuriiiiii | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


0💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: Cicero Rodrigues @cicerorodriguesfoto | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


0💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: Cicero Rodrigues @cicerorodriguesfoto | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


0💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: Cicero Rodrigues @cicerorodriguesfoto | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


0💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: Cicero Rodrigues @cicerorodriguesfoto | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


0💬Normal

Em Cima do Muro (Equilibristas) | Atelier da Escuta @atelierdaescuta , curso orientado por Ana Emerich @anaemerich, na EAV Parque Lage @parquelage | Registro: Cicero Rodrigues @cicerorodriguesfoto | 2019 . O pau-de-chuva é um instrumento presente na cultura de diversos povos originários em todo o mundo, algo sobre o barulho da chuva sempre cativou o fascínio: ter o controle sobre esse som confere ao pau-de-chuva (e a quem o toca) um certo poder transcendente, xamãnico. O que significa tocar o pau-de-chuva, tombá-lo de um lado para o outro, fazer chover? Qual o significado da chuva para os povos originários, para a floresta? E para nós, para a cidade? Em Cem anos de Solidão, a chuva cai como dilúvio para zerar a cidade após tanta barbárie, como uma correção do universo, que não permitiria nenhum tipo de júbilo depois de tanta morte; mas a mesma chuva permite o tempo do luto e o recomeço. Quantos anos de chuva seriam necessários para zerar as barbáries dessa cidade? Promover o luto devido e nos permitir recomeçar? Estamos todos em cima do muro; somos todos equilibristas entre dois mundos separados por um muro bem baixinho, na iminência de desabar. Para onde queremos tombar, para onde queremos fazer chover? . Inspirado em @ailtonkrenak e @gabriel_garcia_marquez_ . Com @anaemerich, @uuuriiiiii @ohnorato @dudavalle_ @yamahata @andrepelomundo @ver_o_ra Clara Dicesare, Samantha Toledo, @ctammela e @mariarubia.mgrillo . . #aitonkrenak #gabrielgarciamarques #cemanosdesolidao #paudechuva #povosindigenas #povosoriginarios #floresta #parquelage #jardimbotanico #riodejaneiro #arte #art #performance #instrumentos #instrumentosmusicais #musica #som #sound #espaço #space #music #politica #imaginacaopolitica #artesonora #soundart #soundartist #luthier #artesvisuais #johncage #visualarts


0💬Normal

Primeira pic do ano é a homenagem que minha melhor amiga @negraluzz fez minha, vou grampear na testa porque eu AMEI! Obrigada amiga, vc é maravilhosa! P.s: obrigada por gravar minha ancestralidade na imagem, índios resistem! . . . . . . . . #art #arte #artwork #indiosbrasileiros #indigenas #povosindigenas #google #instagood #instagram #design #desenhos #artistasbrasileiros #artistsoninstagram #badgirl #badgirlstyle #bitchstyle #digitalinfluencer #digitalart #influencer


8💬Normal

"Quando eu toco o tambor Quando acendo o cachimbo Peço a imensidão de Dokôra/Tupã Pra guiar o caminho..." 📸: @lau_actis #povosindigenas #medicinasdafloresta #puri #florestasagrada #txai #hauxhaux #shavashava #hauxhaux #andadodajiboia #aldeia #culturaindigena


0💬Normal

Esse tanto de vulcão não desiste! Quem tem vísceras de lava, simplesmente transborda... esse magma-música... . . Viva a nossa banda! @edinaldo.bass (violão e teclado) @miltonstattoo02 (bateria) Wilton Cabral (baixo) Captação do som, mixagem e edição: @edinaldo.bass . . . #ZirraradasCinzas #zirrara #dascinzas #aosqueuivam #musica #music #musicaindependente #musicaautoral #cantautora #musicaautoralindependente #musicaautoralpernambucana #musicapernambucanaautoral #somderesistencia #somosresistencia #salveaamazonia #naoamineracao #direitosindígenas #resistencia #povosoriginarios #povosindigenas #musicaautoralbrasileira


13💬Normal

Next Page
Instagram
izmir oto ekspertiz Instagram web viewer